Baltimore ’09: Mondo Marvel

Matt Fraction, Brian Michael Bendis, Lauren Sankovitch, David Gabriel, Arune Singh and a Fan
Matt Fraction, Brian Michael Bendis, Lauren Sankovitch, David Gabriel, Arune Singh e um Fã

Diversos autores e editores dão notícias sobre os rumos dos personagens da editora, e respondem a perguntas de fãs. Dentre as principais destacam-se:

Os filmes dos Vingadores: Thor sairá em maio de 2011, The First Avenger: Captain América está previsto para Julho do mesmo ano. Segundo Bendis, que encontrava-se na sala onde se discutia sobre os filmes, haverão conexões entre os filmes.

O Capitão Marvel (o original) voltará algum dia?

– No próximo ano hacontecerá algo sobre isso… mas antes deveriamos ler Dark Avengers Annual #1 que sai em dezembro e está contrado no Capitão Marvel (Marvel Boy).

Matt Fracttion explicou suas idéia iniciais para sua etapa no Justiceiro. Como coincidia de acontecer em plena Guerra Civil, Fraction queria criar um novo Justiceiro cuja família havia morrido em Stamford. Frank Castle se tornaria seu ‘Microship’, ou algo do tipo.

Existe uma máxima quando se trata de matar e/ou ressuscitar personagens há uma questão que Joe Quesada sempre faz: E o que acontece depois? Isto é o que fez, por exemplo, Ed Brubaker quando queria ressuscitar o Bucky.

O quanto perdido ficarpa Tony Stark em seu atual arco argumental – em que está perdendo a memória gradatinamente – Fraction disse que há uma reviravolta nas ultimas paginas de “Invencível Iron Man #19” que explicará tudo. Além do mais há um dialogo que levou dois anos esperando para escrever.

Foi feita uma pergunta sobre as Jóias do Infinito e, para confirmar o que foi visto em Lockjaw and the Pet Avengers está dentro da continuidade – ao que parece – Bendis comentou que tocaria no assunto no próximo ano nos Vingadores.

Perguntado por um fã sobre quais os novos rumos de Deadpool os escritores responderam o seguinte: “Deadpool tem um tipo de momento Obama quando vê o que Scott Summers fez com Utopia e ficou inspirado” disse Fraction. Ele começa a sentir uma espécie de orgulho mutante, e resolve ir para a ilha. E Scott vai ter que realizar ‘Bem nos abrimos nossas portas – nos vamos ter que aceitar todo mundo’.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s